Escolha uma Página

Dizem que existem três coisas que precisamos fazer em vida: plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho.

Eu sinceramente acho que existe apenas uma coisa que devamos fazer em vida: viver nosso propósito.

E o mais difícil, para muitos, é justamente descobrir o que é essa tal coisa a que chamamos de Propósito.

Viver o propósito é uma das maneiras de permanecer vivo. Mas, para isso, precisamos saber qual o nosso propósito.

Como vamos continuar existindo depois de deixar de existir?

Como deixaremos o mundo melhor do que ele estava quando aqui chegamos?

Qual a mensagem estamos passando para as pessoas?

Quais sementes estamos plantando em nossa existência?

Como vamos existir para além do tempo?

Como seremos lembrados?

Talvez o tempo se encarregue de eternizar nossas histórias se ao menos ousarmos não morrer em vida.

Seria um desfavor à existência ter uma vida vazia de aprendizados e experiências.

Certamente, entraríamos em dívida com a humanidade e com a natureza se delas tudo retirássemos e não retornássemos em nada.

Por isso, volto a perguntar: quais talentos multiplicamos e a quem ensinamos para que sejam melhores do que nós pudemos ser enquanto tivemos a oportunidade de viver?

O que exatamente devemos fazer na vida? Eu vou te dar uma dica: escute o íntimo da sua alma, escute a voz do coração.

Tenha coragem de ser você. Na etimologia da palavra, coragem significa “ação do coração”. Sendo assim, escute-o e siga-o. Não engavete sonhos, desejos, anseios e talentos.

Você já parou para imaginar quantas canções deixaram de ser tocadas, quantas poesias não foram declamadas, quantos livros não foram publicados, quantos quadros não foram pintados porque alguém deixou de acreditar em si?

Quantos grandes médicos, advogados, tenores, atletas, engenheiros, inventores, cientistas, musicistas foram sufocados e mortos pelo medo de se viver um sonho?

Quantos talentos morreram em vida porque alguém deixou de acreditar em si?

Quantas obras de arte estão presas em gavetas e jamais serão reveladas?

É justo que o mundo seja privado de melodia, de poesia, de cor, de vida, de cura, de justiça, de construções, de belas histórias porque alguém deixou de acreditar?

Há muitas histórias que jamais serão contadas por existirem na imaginação de alguém que não teve coragem de compartilhá-las com o mundo.

Pode ser que seu propósito seja pintar telas ou casas, fazer bolo ou pipoca, realizar cirurgias ou costurar fantasias. Pode ser que seu propósito seja aparar um jardim ou construir um castelo.

Há nobreza em todos atos que são feitos com amor e que transmitem a vontade do coração. É preciso apenas que você seja verdadeiro e se coloque por inteiro naquilo que realiza.

Se você tem algum talento e eu sei que tem, pense que não somos responsáveis apenas por não fazer o mal, mas também por todo bem que deixamos de fazer.

Eternize-se. Viva seu propósito.