Escolha uma Página

Existem dois tipos de pessoas, as que escolhem viver paixõeS e as que escolhem viver o amor.

Algumas confundem a paixão com o amor, mas é bem possível diferenciar um do outro.

Enquanto o amor é uma escolha da maturidade, que nasce, cresce e constrói, a paixão é fogo que se descontrolado, quase sempre, destrói.

Amor é a escolha que se faz quando se pode ir e se decide ficar, não pelo desejo da carne, mas porque lugar nenhum do mundo é mais completo se falta aquele que se ama.

Amor é escolher concertar e não jogar fora. Paixão tem tempo contado e não se demora.

Amor é ficar junto no barco à deriva. Paixão é abandonar a embarcação e deixar o outro sozinho para salvar a própria vida.

O amor pode ser apaixonado. A paixão se fantasia de amor e mantém o outro preso e enganado.

Você sabe que é amor quando se enfrenta junto a tempestade. A paixão foge mostrando sua fragilidade.

Você sabe que é amor quando aprende a ceder e a pensar no “nós” e não apenas no “eu”.

Amor é entender que agora é o “nosso” e não apenas o “meu”.

A paixão não se banca sozinha, ela precisa de marcação cerrada, ela vive desconfiada pensando em traição.

A paixão requer a presença constante para sua satisfação.

A paixão é desejo, o amor é coração.

Amor é confiança, segurança, coragem.

A paixão e volúpia e libertinagem.

O amor é a verdade que supera a mentira e a malandragem.

E uma hora ou outra a vida nos convida a uma decisão: amor
ou paixão?

Toda escolha é uma renúncia, todavia escolher o amor não significa renunciar à paixão e sim às várias paixões que a vida pode proporcionar.

Escolher o amor também nem sempre significa uma vida toda ao lado de quem se ama, pois o amor se transforma e nem sempre se precisa dividir a mesma cama.

Existem amores que duram uma vida inteira sem que os amantes jamais se vejam, porque amor não significa estar junto em corpo, mas em alma e em coração.

Esse é o amor que vive com a saudade na espera de se viver junto na eternidade.

Você sabe que é amor quando você liberta, porque entende que a felicidade de quem você ama nem sempre pode estar ao seu lado.

Este é amor mais sagrado.

O amor é um sentimento seu e você o oferece ao outro e jamais o força a aceitar, pois ao contrário da paixão, o amor não suporta imposição.

Quem me lê, julga que se apaixonar é de todo ruim. Jamais.

A paixão é movimento, energia que balança a pasmaceira e agita a vida.

A intensidade da paixão é combustível para apimentar o amor afastando a rotina e dando alegria ao dia a dia.

Ame, porque o amor alimenta a esperança na vida, mas ame apaixonadamente.

Dani Medeiros