Escolha uma Página

Você não precisa de metas de ano novo rascunhadas em um papel e esquecidas dentro de uma gaveta ou de um livro.

Você precisa de uma vontade de viver, de uma razão de ser inabalável que seja mais forte que qualquer percalço que a estrada da vida apresente.

Você não precisa de um trabalho, de uma profissão, de uma simples ocupação que consuma seu cotidiano. Você precisa de uma causa pela qual valha a pena lutar, um motivo para se levantar que te faça lembrar que você faz a diferença.

Que seja lavar uma louça, cuidar de um jardim, curar uma doença, construir um edifício ou limpar um banheiro, basta ser verdadeiro e estar ali por inteiro.

Você não precisa de quilos a menos no seu corpo, doses a menos de bebidas ou tragadas a menos no cigarro. Você só precisa lembrar que todo excesso é ausência de algo e, nesse caso, é de amor por si mesmo.

Você não precisa de uma casa nova ou reformada, você precisa fazer do seu ambiente a melhor morada.

Você não precisa de novos relacionamentos, paixões e aventuras, você precisa aprender a ser sua melhor companhia.

Você não precisa viajar o mundo para fugir de suas aflições, porque se o refúgio delas é o seu coração elas serão sua eterna companhia. Então, você vai precisar apenas de coragem para viajar para dentro de si.

Você não precisa de um carro do ano para saciar o seu ego, você precisa alimentar sua autoestima valorizando as grandes conquistas da sua alma: a humildade, a caridade, a honestidade, a verdade, a justiça e a sabedoria.

Você não precisa conquistar o prêmio de melhor do ano, você precisa aprender a conquistar os corações de pessoas sinceras e a construir amizades verdadeiras que são os maiores prêmios da vida.

Você não precisa de metas especificadas e com tempo determinado que vão te pressionar e gerar uma competição na busca da sua melhor versão.

Mas, isso não quer dizer que você tenha que sair correndo pela vida, sem rumo e sem direção. Você apenas precisa seguir a rota do seu propósito, da sua missão.

Enquanto você encarar a vida apenas como uma experiência humana e imediatista, você vai se condicionar a viver buscando as realizações materiais e circunstanciais que saciam o corpo e os prazeres mundanos.

Se você amplia sua visão e compreende que a vida é uma jornada do espírito na depuração das mazelas que carregamos como seres em evolução, você busca um sentido maior para sua existência. E então, cada ação, cada decisão, cada movimento da vida passa a ter um significado mais profundo no plano da sua existência.

Por isso, você não precisa de metas de ano novo. Você precisa de um sentido e um significado para sua existência que perpasse sua experiência como humano e que te permita vitórias incalculáveis como ser em evolução. Estas, passam por vencer os vícios e alimentar as virtudes.

Escrever metas pode até te ajudar a direcionar sua jornada, mas a meta vazia de propósito é como um avião sem turbinas, uma floresta sem árvores, um jardim sem flores.

Enquanto você bate suas metas de ano novo e luta para superar os desafios auto impostos, a experiência da vida se desdobra na sua frente e o templo implacável o faz refém do labirinto do eterno amanhã, dentro do qual você corre para achar a felicidade, que estará sempre condicionada à próxima meta, enquanto na verdade, a felicidade está nas pequenas vitórias diárias que temos quando vencemos nossos hábitos e padrões, depurando o ser material e alimentando de luz o espírito em evolução.

Amplie sua visão sobre a existência. Olhe para enxergar além do óbvio. Viva para além do existir.